Entry: < Saturday, October 29, 2011



chove e cá dentro também é vermelho e dói caem pingos na calçada e o que sinto cheira a ti tem ossos tem asas de borboleta tem cor de sonho escorrego do fundo para o princípio de mim mesma e o que trago é a tua voz imprecisa incoerente inconstante transporto o meu corpo para outra de mim mesma esta não lhe serve mais

   0 comments

Leave a Comment:

Name


Homepage (optional)


Comments